A 'Construção' da Felicidade

Quando nos sentamos na varanda, na hora do pôr-do-sol, após um duro dia de trabalho e produtivo, ao lado da pessoa que amamos, colocamos as pernas pra cima... um banho de cachoeira, são exemplos chamados pelos psicólogos de "afeto positivo".
Várias pessoas descobriram que conseguem se motivar para realizar tarefas desagradáveis ao antecipar em sua mente a sensação boa que as preencherá após o término bem-sucedido da atividade.

Um meio bastante eficiente para a criação de afetos positivos é a atenção social: um sorriso, um elogio sincero, palavras gentis, um abraço carinhoso.



"Se eu gosto de você, não preciso lhe dizer.
Quando eu não gostar, então lhe digo"

"Não reclamar é o mesmo que elogiar"
.

Essas são duas máximas que a maioria das pessoas carrega consigo de que "se gosto de você não preciso lhe dizer", porém o cultivo de amizades com gestos sinceros (falar aquilo que sente) é muito mais gratificante para quem é tratado assim.

Isso também se dá para a convivência com seu cônjuge e/ou parceiro. Pequenos gestos de enfeitar a casa com flores, se permitir uma tarde inteira de pura preguiça, brincar com os filhos ou com o cachorro são exemplos simples de cultivo de quem se ama e se quer bem.

Uma tática bem diferenciada que também pode gerar felicidade atual é a redução dos afetos negativos: evitar ao máximo tudo o que não faz a pessoa feliz - piadas de mal gosto, subjulgamentos e apelidos pejorativos. Pequenos exemplos quando seguidos mostram a grandeza da pessoa que convive visando o bem-estar do próximo.

"Um grande homem é feito de pequenas ações"



0 comentários:

Postar um comentário